Arquivo do dia: 20/10/2009

Guerra colonial (17° episódio – 5ª parte)


Alguém aí ansioso por mais um post do documentário da RTP? Então lá vai:

Entenda, neste trecho, como funcionavam as redes clandestinas da UNITA, que controlavam as informações a partir de Luanda e Lisboa:

Os rebeldes africanos contavam com um circuito de informações que chegavam aos rebeldes vindas tanto nas cidades quanto no interior. Confiram:

Anúncios

Comentários desativados em Guerra colonial (17° episódio – 5ª parte)

Arquivado em Documentário, História

TAAG quer ser referência


Essa é para alegrar quem vive na ponte aérea Rio-Luanda.

O governo angolano quer transformar a TAAG, a companhia aérea estatal do país, em referência internacional.

Oremos, pois.

Clique aqui e veja o que diz a Agência Lusa

Comentários desativados em TAAG quer ser referência

Arquivado em Atualidade

Rei em Uganda*


O africano Charles Wesley Mumbere migrou para os Estados Unidos em 1984.

E permaneceu no país por 25 anos.

Ontem, foi coroado rei em sua pátria, Uganda.

Agora, aos 56 anos, vai governar Rwenzururu.

Trata-se de um reino habitado por cerca de 300 mil pessoas

O lugar foi reconhecido pelo presidente de Uganda, Myoweri Museveni.

* Com informações da Associated Press

Comentários desativados em Rei em Uganda*

Arquivado em Atualidade

Democracia africana*


Mapa de África |Arte: geocities

Há boa governança em África, certo?

Pelo resultado do Prêmio Ibrahum por Realização na Liderança Africana, não.

Ninguém levou os US$ 5 milhões previstos pela premiação pois o júri achou que nenhum país africano merecia o título.

A fundação informou que “notou o progresso feito na governança em alguns países africanos”, mas advertiu para “retrocessos em outros países”.

O prêmio é concedido a um ex-chefe de governo ou Estado da África eleito de forma democrática, que tenha deixado o posto nos últimos três anos.

Criado em 2007 pelo bilionário sudanês Mo Ibrahim, o título já foi concedido ao ex-presidente de Moçambique Joaquim Chissano e ao ex-presidente de Botsuana Festus Gontebanye Mogae.

Os ex-presidentes da África do Sul, Thabo Mbeki, da Nigéria, Olusegun Obasanjo, e de Gana, John Kufuor, estavam entre os cotados para receber a honraria este ano.


*Com agências

Comentários desativados em Democracia africana*

Arquivado em Atualidade, Política