Arquivo da tag: guerra civil

Retratos da guerra: degolados


Que estas cenas horrendas jamais se repitam em Angola, há sete anos em paz:

 

Bailundos degolados na guerra | Foto: Horácio Caio

Cabeças espetadas | Foto: Manuel Graça

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em História

A Guerra colonial – 8º episódio


Portugal quer manter o poderio mas é surpreendida pelos rebeldes:

http://www.youtube.com/watch?v=ldj0DjCdQDc

http://www.youtube.com/watch?v=D1GNC0L61Qg


Comentários desativados em A Guerra colonial – 8º episódio

Arquivado em História

A Frente da Guiné


A Frente da Guiné, depois do massacre na Baixa do Cassange, em Angola:

Comentários desativados em A Frente da Guiné

Arquivado em História

Fidel envia tropas a Angola


O MPLA, partido até hoje no poder em Angola, pede ajuda a Cuba e Fidel envia tropas para combater os exércitos da África do Sul. Veja a reportagem:

Comentários desativados em Fidel envia tropas a Angola

Arquivado em História, Política

Cuba e a retirada do exército sul-africano


Esta história era para vir depois de concluidos os episódios do documentário sobre a guerra colonial.

Afinal, a presença da África do Sul em Angola tem justamente a ver com o momento em que os portugueses se retiram e entra em cena o conflito interno, entre MPLA, UNITA e FNLA.

Mas já que tocamos no assunto, vejam este vídeo com o depoimento do ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, em 1975.

DISCURSO DE FIDEL CASTRO NA ONU, em 1975, SOBRE A AJUDA DE CUBA A ANGOLA NAS LUTAS CONTRA AS TROPAS DA ÁFRICA DO SUL:

E este outro, da mesma época.

LÍDER CUBANO REMEMORA EPISÓDIOS DA BATALHA EM ANGOLA:

Comentários desativados em Cuba e a retirada do exército sul-africano

Arquivado em História, Política

O que tem a ver Angola com África do Sul?


 mapa-da-africa

Aí vocês hão de me perguntar: “o que tem a ver Zuma, Mandela e a África do Sul com Angola?”.
Este país liderado pela ANC ofereceu apoio militar às forças da FNLA e à UNITA em oposição ao MPLA na época do conflito armado pós-independencia em Angola.
De orientação comunista, o MPLA era apoiado pela Rússia e por Cuba.
Já os outros dois tinham apoio dos Estados Unidos, patrocinador do regime Apartheid na África do Sul.
Por mais de uma vez, tropas sul-africanas invadiram Angola no período da guerra civil. 
Mas isso é outra história…

Comentários desativados em O que tem a ver Angola com África do Sul?

Arquivado em História, Política

Violência do lado português


Agora que vocês pegaram o fio da meada, retomamos os links dos episódios produzidos pela RTP. Como a incorporação ao blog foi desativada pela emissora, vocês têm que se contentar com os links. Dêem uma olhadinha ai. Sem entender as lutas coloniais, fica difícil compreender os porquês da guerra civil que viria depois, dividindo o país entre as forças da UNITA e do MPLA.
Neste documentário, vê-se o auge da violência do lado português, recheado de revanchsimo e desejos de vingança que alimentaram uma animosidade terrível entre brancos e negros:

http://www.youtube.com/watch?v=skVGDg-l3ZM
http://www.youtube.com/watch?v=m6cjhesEJQI

http://www.youtube.com/watch?v=0FkznQgwVvE

http://www.youtube.com/watch?v=mirAW-isZY0

Comentários desativados em Violência do lado português

Arquivado em História

Rapidamente e em força


A guerra prossegue. Brancos e negros enfrentam-se no território angolano. Os colonos recrudescem os ataques. Há mulheres e crianças entre os mortos. E os angolanos inssurectos usam a guerrilha para sobreviver. É a luta armada.

Um resumo, em versão do lado português, da mobilização lusitana em defesa dos territórios que Portugal ocupou por séculos:

Os links dimensionam melhor o massacre:

 http://www.youtube.com/watch?v=qFZx4WkMh6s

http://www.youtube.com/watch?v=kq4kg4s68cU

http://www.youtube.com/watch?v=aq3EbrCeaeA

http://www.youtube.com/watch?v=zeVdQe7tYPA

http://www.youtube.com/watch?v=Bjf47EDD7Q0

http://www.youtube.com/watch?v=xpyfPwElm9w

http://www.youtube.com/watch?v=f2XPgJj00yQ

Comentários desativados em Rapidamente e em força

Arquivado em História

Massacres portugueses


Jornal da época

Jornal da época

“Aquela solução era de genocídio”

Álvaro Silva Tavares, Governador-geral de Angola 1960-61

2 Comentários

Arquivado em História

Sete anos de paz


 

Depois de quatro décadas de sucessivas guerras – primeiro pela independência e depois pela partilha do poder entre os partidos MPLA e a UNITA– Angola, antiga colônia de Portugal, experimenta um momento de franco crescimento. O processo de reconstrução nacional transformou Luanda em um canteiro de obras. No triênio 2005-2007, o índice de crescimento alcançou a média de 20,1% ao ano, segunda taxa mais elevada entre os que integram a lista do relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI), informa o jornal português Diário Economico.

Claro que, por trás dos números, há o baixíssimo nível em que o país estava no encerramento da guerra civil, em 2002 – um completo caos social e econômico, com cidades completamente devastadas pelo conflito armado registrado por décadas.

No ano passado, foram realizadas eleições diretas para o Parlamento, a primeira em 16 anos. Cerca de 8 milhões de angolanos foram às urnas para eleger os seus 220 representantes na Assembleia Nacional. Diferente do que aconteceu em 1992, quando a UNITA rejeitou o resultado das eleições que deu vitória ao MPLA e iniciou nova guerra civil, desta vez, o pleito transcorreu em clima de paz. Apesar de questionar alguns procedimentos adotados pelo partido no poder (MPLA) para a realização da eleição, a UNITA aceitou pacificamente o resultado.

Este ano, os angolanos irão novamente às urnas, agora para escolher o presidente. O atual, José Eduardo dos Santos, está no poder desde 1979, quando assumiu a presidência em substituição a Agostinho Neto, primeiro presidente de Angola após a independência do país nos anos 70.

Comentários desativados em Sete anos de paz

Arquivado em Política