Arquivo da tag: RTP

Guerra colonial (17° episódio – 5ª parte)


Alguém aí ansioso por mais um post do documentário da RTP? Então lá vai:

Entenda, neste trecho, como funcionavam as redes clandestinas da UNITA, que controlavam as informações a partir de Luanda e Lisboa:

Os rebeldes africanos contavam com um circuito de informações que chegavam aos rebeldes vindas tanto nas cidades quanto no interior. Confiram:

Anúncios

Comentários desativados em Guerra colonial (17° episódio – 5ª parte)

Arquivado em Documentário, História

A guerra colonial – 12° episódio (2ª parte)


Para os que esperam ansiosos por mais um capítulo desta série sobre a guerra colonial, seguem abaixo outros episódios desta história de separações, mortes, injustiças e dor. Com vocês, novos trechos do documentário da RTP que retratam, entre outros momentos, a morte de Salazar:

Comentários desativados em A guerra colonial – 12° episódio (2ª parte)

Arquivado em História

Salazar nunca mais morre


Se você não entende nada dessa história das guerras coloniais em Angola, seus problemas acabaram.

Está à venda em Portugal o livro “O Salazar Nunca Mais Morre”, de Manuel Beça Múrias.

O prefácio é de Joaquim Furtado, aquele do documentário da RTP postado aqui neste blog.

O texto traz as cartas do jornalista Manuel Beça Múrias à sua mulher Maria João, de quem ficou separado em parte do período da guerra em Angola.

Confira trecho de uma das cartas:

“Ódio de quê? Ou contra quem? Existem nesta experiência os condimentos das grandes histórias: dor, sofrimento, morte, amizade, abnegação, coragem, cobardia, heroicidade consciente ou desnecessária e louca, seres abjectos e criaturas sublimes, fome, sede, medo e cansaço. 

Uma guerra provavelmente mais injusta do que todas as outras, porquanto ambos os lados são carrascos e opressores, e nenhum deles conta com a minha simpatia. Este campo que conta com o meu dedo para puxar o gatilho conheço eu bem de mais para que o meu coração possa estar com ele.

Preciso que me dês força para que quando sair daqui, e até já agora, eu continue a lutar com estas “armas” de que disponho para não silenciar o que aqui se tem passado.”

Comentários desativados em Salazar nunca mais morre

Arquivado em Atualidade, Cultura, História

Salazar, o “coronel” de Portugal


Respondam rápido: quem foi esse cabra ai?

Sabem não?

Embora no Brasil ele seja um ilustre desconhecido da maioria desinformada do nosso país, trata-se de António de Oliveira Salazar, um estadista polêmico que até hoje divide opiniões em África e Portugal.

 O sujeito nasceu em 1889.

Era professor da Universidade de Coimbra e tornou-se deputado em 1921.

Sete anos depois, foi nomeado ministro das Finanças de Portugal. 

Em 1932, virou chefe de governo, cargo no qual permaneceu até 1968, à frente do chamado Estado Novo, igualzinho (pero no mucho) ao regime homônimo, mais ou menos da mesma época, implantado pelo nosso presidente Getúlio Vargas.

Em Portugal, também era um regime autoritário. Estabeleceu a censura e a polícia política.

Neste período prosperou nas colonias africanas o desejo de se libertar do jugo lusitano.

As medidas econômicas populistas salazaristas renderam-lhe certo prestígio em Portugal, mas não foram suficientes para apagar as marcas deixadas na África lusófona, conforme retratado no documentário da RTP cujos episódios têm sido postados aqui neste blog.

Só deixou o poder após cerca de 40 anos de ditadura, por motivo de doença.

Morreu a 27 de julho de 1970.

O resto vocês descobrem acompanhando a nossa (emprestada da RTP) série A guerra colonial.

2 Comentários

Arquivado em História