Arquivo do mês: setembro 2010

A cara da nova Luanda


Luanda em obras |Foto: Hilcelia Falcão

Fiz a foto acima em 2008, no caminho para o supermercado, em Luanda.

Mostra a cara da cidade em obras, indício do ritmo frenético de crescimento angolano no qual as empresas brasileiras se multiplicam.

A BBC mostra, nesta matéria, o impacto da presença brasileira na economia de Luanda. Não consegui postar o vídeo, mas dá pra clicar no link para ler o texto do jornalista Pablo Uchoa.

Em Angola, Brasil mostra lado ‘agressivo’ de presença na África

3 Comentários

Arquivado em Atualidade

As pontes de afecto entre Brasil e África


O Black2Black é a celebração da cultura africana no Brasil. No ano passado, postei alguns vídeos do evento. Este ano, ele já passou.

Futucando o Buala, achei o texto abaixo da jornalista portuguesa Marta Lança, que descreve bem o que este encontro de culturas representa:

No Rio de Janeiro uma estação de comboio/trem desactivada, condenação óbvia pois no Brasil o carro domina, é o lugar certo para encarrilar relações nem sempre com o mesmo nível de atenção e dedicação. Quero dizer, se os africanos conhecem as estrelas de televisão e futebol brasileiro, e estão a par de qualquer novidade do país irmão, se muitos países africanos (como seguramente Angola, Cabo Verde, Moçambique e S.Tomé) consomem a toda a hora música, novelas, roupa, modas, modos de falar, produtos brasileiros, o mesmo não se pode dizer do Brasil. Este país continental sabe pouco sobre a actualidade do outro continente que lhe está no sangue, apesar das ligações históricas, da sua identidade e das tão debatidas, mas ainda escandalosas  no segregacionismo, questões raciais.

Mas as coisas estão a mudar, a curiosidade e vontade de acertar compassos vêm aumentando. Nas editoras brasileiras os autores africanos começam a vender bem. Nos cursos de literatura africana, alguns professores do Rio, S.Paulo e Bahía são as maiores referências no meio. A lei 10639 instaura o ensino de história e cultura africanas no Brasil. A noite black multiplica-se nas formas de expressão e lugares que a dinamizam, na cidade do Rio desde o baile charme no viaduto da Madureira até aos bares da zona sul, podemos sempre dar com ela. O Movimento Negro é uma realidade e tenta fortalecer-se, apesar de afouxar um pouco o lado reivindicativo capitulando aos poderes políticos e enquanto funcionários das ongs. As práticas religiosas apelam às origens africanas e reinventam África.

Em tudo isto, as pontes de afecto serão sempre as mais permanentes, e a música a melhor forma de as exprimir.

Leia mais

Comentários desativados em As pontes de afecto entre Brasil e África

Arquivado em Atualidade

Canto das três raças


Para entender a África e o Brasil:

Comentários desativados em Canto das três raças

Arquivado em Atualidade

Maputo: a razão dos motins


O custo de vida em África é algo assombroso.

O Zimbabue parece ser o pior, com seus pobres triolionários.

Mas foi em Maputo, Moçambique, que a alta de preços gerou revolta da população.

Esta semana. pelo menos sete pessoas morreram e mais de 400 ficaram feridas durante protestos contra o aumento de preços.

Há duas crianças entre os mortos.

Para entender um pouco do que acontece em África, resgatei este artigo do antropólogo do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Paulo Granjo.

Ele tenta desvendar os reveses político-econômicos que, nos últimos dias, transformaram Maputo num caos.

A razão e o sentido dos motins

Comentários desativados em Maputo: a razão dos motins

Arquivado em Atualidade

Deleite para os sentidos


A África que conhecemos no Brasil pouco ou nada tem a ver com a realidade contemporânea.

Neste vídeo, um pouco do cenário que conheci em 11 meses em Angola.

Agruras e belezas, com todo o encanto desta cultura irmã.

Prestem atenção no relevo, na topografia das cidades.

Um deleite para os sentidos.

Vejam aí:

Comentários desativados em Deleite para os sentidos

Arquivado em Atualidade

Os manos do Português


O Buala é um site bacana, de intercâmbio da cultura africana.

Vale a pena futucar.

Foi lá que descobri Manos, uma jovem antologia de contos em português

Taí: Manos, o português de hoje pelos jovens escritores

Comentários desativados em Os manos do Português

Arquivado em Atualidade