Dilma vai a Guiné Equatorial


A presidente do Brasil, Dilma Roussef, embarca hoje para a Guiné Equatorial.

Não deve saber que o vice-presidente de lá, Teodorin Mangue, está com mandado de prisão expedido na França.

Ele passou o Carnaval em Salvador, onde participou da saída do Ilê Aiyê, que prestou homenagem à Guiné Equatorial.

Dilma participa na Guiné Equatorial da Cúpula América do Sul-África

21/02/2013 – 12h43

Repórteres da Agência Brasil

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff embarcou hoje (21), no começo da tarde, para Malabo, capital da Guiné Equatorial, onde participará amanhã (22) da 3ª Cúpula América do Sul-África. O encontro vai reunir 54 países africanos e 11 sul-americanos. O Paraguai ficará de fora porque está suspenso da União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

O foco das conversas será o fortalecimento de mecanismos de cooperação entre a África e a América do Sul. O comércio bilateral entre as duas regiões cresceu 75% em seis anos – desde a criação do grupo – e movimentou US$ 39 bilhões em  2011, segundo o Ministério das Relações Exteriores. Somente com o Brasil, esse volume atingiu US$ 26 bilhões em 2012.

Amanhã (22), Dilma discursará na abertura da cúpula. Em seguida, participará de almoço com chefes de Estado e, à tarde, da plenária em que os países discutirão estratégias e mecanismos para a cooperação Sul-Sul, principal tema do evento. Ela deve ter reuniões bilaterais com presidentes de países-membros do grupo ao longo do dia.

Após a cúpula na Guiné Equatorial, Dilma seguirá para a Nigéria, na primeira visita ao país como chefe de Estado. A presidenta será recebida na State House, sede do governo nigeriano, na manhã de sábado (23). Além de encontro privado com o presidente Goodluck Jonathan, participará de reunião ampliada e fará uma declaração à imprensa.

Anúncios

Comentários desativados em Dilma vai a Guiné Equatorial

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.