O drama dos refugiados em Dadaab


Eterno problema em África, a guerra civil é o flagelo que, aliado a outros fatores históricos, condena vários povos do continente à fome e à miséria.

Na Somália, as lutas (veja aqui) são fomentadas pela Jihad (guerra santa).

Tanto que a União Europeia já pediu ajuda para reduzir o caos no país.

Sem alternativa, somalis fogem para Dadaab, no Quênia (veja mapa aqui), o maior campo de refugiados do mundo, hoje superlotado.

Criado em 1991 para abrigar 90 mil pessoas, ele possui agora mais de 400 mil refugiados e vive crise humanitária.

Abaixo, o vídeo traduz o drama de quem vive por lá.

Anúncios

Comentários desativados em O drama dos refugiados em Dadaab

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.