Libia divide África


Enquanto a Líbia ainda pega fogo, o restante da África ainda se debate sobre que posição adotar a respeito do reconhecimento do governo rebelde.

Acima, vídeo da BBC mostra a casa da filha de Muamar Kadafi, invadida pelos rebeldes.

Abaixo, o que noticou a Angop, a agencia de noticias de Angola:

Nigéria
Governo rejeita críticas da África do Sul por reconhecimento do CNT

Abuja – O porta-voz da Presidência nigeriana, Reuben Abati, minimizou quinta-feira) as críticas da África do Sul depois de a Nigéria reconhecer oficialmente a legitimidade do Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia que combate o regime de Muammar Kadhafi.
Falando à imprensa quinta-feira, Abati disse que ” a posição da Nigéria sobre a Líbia está conforme com os seus princípios enquanto país, a Nigéria apoia a vontade do povo líbio para que as suas aspirações sejam respeitadas e o Presidente espera que a reconciliação seja a prioridade do Governo de transição na Líbia”.
” A reacção da África do Sul, que se opõe ao reconhecimento do Governo de transição na Líbia, apenas lhe concerne”, realçou.
A Nigéria, segundo Abati, reserva-se o direito, enquanto país soberano, de tomar a posição que ela considera justa em qualquer questão de política estrangeira.
Por isso, a reacção sul-africana é inapropriada. A posição da Nigéria sobre a Líbia é muito clara e ela inscreve-se nos princípios de sobernia.

Anúncios

Comentários desativados em Libia divide África

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.