Situação insustentável na Costa do Marfim


 

Eleições em Africa nem sempre são sinonimo de tranquilidade.

Felizmente, as mais recentes, em Angola, seguiram sem sobressaltos.

Estava lá…

Mesmo assim, presenciei certa apreensão por parte dos angolanos.

Agora, a Costa do Marfim vive em clima de guerra pós-eleitoral.

O confronto que tem gerado um massacre de civis tem origem em divergências quanto ao resultado da eleição.

Clique aqui e entenda a crise politica naquele país.

Olha o mapa de lá e a noticia mais recente, publicada no IG.

Estrangeiros pedem ajuda para deixar Abdijan, na Costa do Marfim

Helicópteros das forças francesas intervieram para salvar diplomata japonês, cuja casa foi atacada por ‘mercenários’

Vários jornalistas estrangeiros e diplomatas do Japão, Israel e Índia pediram ajuda aos Estados Unidos nesta quarta-feira para deixar Abdijan, maior cidade da Costa do Marfim. A residência do embaixador japonês em Abidjan foi atacada por “mercenários”. Para salvar o diplomata, forças francesas interviram.

Helicópteros da força francesa Licorne realizaram uma operação para retirar o embaixador do Japão da sede diplomática nipônica. “Quatro pessoas, três agentes de segurança e o jardineiro, desapareceram”, denunciou o embaixador japonês Okamura Yoshifumi. “Há muito sangue em toda a casa, marcas de balas por todos os lados. Não sei se os quatro estão vivos”, declarou o embaixador.

Também nesta quarta-feira, forças leais a Alassane Ouattara, reconhecido pela comunidade internacional como o presidente eleito na Costa do Marfim, lançaram um pesado ataque contra o bunker onde Laurent Gbagbo está isolado, mas aparentemente a ofensiva foi repelida, disse uma fonte militar ocidental.

A França interveio mas até agora o presidente Laurent Gbagbo não aceita deixar o poder.

Uma pena, que tanto sangue esteja sendo derramado por falta de democracia…

Anúncios

Comentários desativados em Situação insustentável na Costa do Marfim

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.