Constituição de Angola: eleições em 2012


Primeiro, teriam sido em 2008.

Depois, elas pareciam adiadas para 2009.

Agora, ficou claro.

Está cada vez mais distante o dia em que os angolanos escolherão, de forma direta, o seu presidente.

Com a aprovação da Constituição nesta quinta-feira, 21, acaba de uma vez a possibilidade de eleições presidenciais diretas no País.

Conforme o texto, a partir de agora, o líder do partido majoritário na casa legislativa será o chefe de Estado.

Em setembro de 2008, o Movimento Popular pela Libertação de Angola (MPLA), no poder desde a independência nos anos 70, venceu as legislativas.

Pela nova Constituição, um presidente só poderá ficar no cargo por dois mandatos consecutivos de cinco anos.

Como a lei entrou em vigência a partir de agora, isto significa que José Eduardo dos Santos, 67 anos, terá pelo menos mais 10 anos no poder.

As próximas legislativas estão marcadas para 2012.

O Público noticiou assim:

Constituição de Angola que reforça presidente já foi aprovada

About these ads

Comentários desativados

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.