Consciência negra


Talvez tenha que instrumentalizar melhor meu discurso para me fazer entender.

Mas África me ensinou que aqui no Brasil temos, às vezes, um olhar enviesado às causas afrodescendentes.

E é este o motivo deste post.

Quero dizer que acho uma pena um país com uma população negra tão grande precisar ter um dia de reverências a ela.

Tudo bem que ainda precisamos disso…

Mas é sinal de que ainda não oferecemos ao afrodescendente o que mandam as leis de direitos humanos.

De qualquer modo, em se tratando de Brasil, é um avanço.

O certo é que amanhã, 20 de novembro, data que homenageia Zumbi dos Palmares, herói negro do País, o presidente Lula virá a Salvador onde deve assinar o Estatuto da Igualdade Racial em um ato público, às 17h, na Praça Castro Alves.

Decretos de regularização de territórios quilombolas em 14 estados brasileiros também serão assinados no mesmo evento.

Outra novidade é o lançamento do Selo Quilombola, marca que será atribuída aos produtos artesanais produzidos por comunidades remanescentes de quilombos.

A data deverá ser decretada feriado nacional.

Clique aqui e descubra de que forma Zumbi dos Palmares livrou seu povo da escravidão.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Atualidade

2 Respostas para “Consciência negra

  1. Adelzuita

    Estimada Hilcélia: infelizmente anossa conciência ainda não é totalmente negra( ainda é mestiça) .Com algum tempo…..

    • Hilcelia Falcão

      Vejo além, Adelzuita. Precisamos, na verdade, estar livres dos preconceitos que separaram o mundo por raças, etnias, ideologias, classes, etc. Precisamos lembrar que antes de tudo somos seres humanos. Enfim, lutemos então pela igualdade. Obrigada pelos comentários! Continue participando. Abração!