Justiça seja feita


Se depender da Justiça sul-africana, Themba Mvubu, de 24 anos, e Thato Mphithi, de 23, não vão mais estuprar nem matar nenhuma mulher.

Eles foram condenados, respectivamente, à prisão perpétua e a 32 anos de reclusão.

Myubu e Mphiti foram os responsáveis pela morte da jogadora lésbica de futebol Eudy Simelane, que sofreu agressões e estupro antes de morrer.

Anúncios

Comentários desativados em Justiça seja feita

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.