Fado tropical: cinema em Luanda


Vasculhando a internet em busca de informações sobre o documentário “Lusofonia, a (R)evolução”, de Red Bull Music Academy, que abriu ontem o Ciclo de Cinema da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Luanda, encontrei uma preciosidade.

Trata-se do projeto A Caminho da Lusofonia, uma iniciativa sem fins lucrativos destinada a integrar os países da CPLP.

O portal parece estar ainda em construção mas o que existe por lá já vale a pena ser consultado.

Há imagens delicadas de Cabo Verde, tendo ao fundo canções que retratam a belíssima sonoridade daquele lugar.

Valapena!

Quanto ao ciclo de cinema, é uma iniciativa do Centro Cultural Português-Instituto Camões e acontece em Luanda, capital de Angola, até 16 de setembro, sempre às 18h30.

Serão exibidos três documentários e dois dramas de cinco países da CPLP – Angola, Brasil, Portugal, Cabo Verde e Moçambique.

Hoje, será apresentado o filme brasileiro Eu, tu, eles, de Andrucha Waddington. Dá para matar as saudades da boa terra.

Amanhã, “Batuque”, de Júlio Silvão Tavares, de Cabo Verde.

Angola marca presença no dia 16, com O herói, do angolano Zezé Gamboa.

Tive o prazer de conferir o evento anterior, quando vivia por lá, e adorei.

Chorei ao ver, na telona do Auditório Pepetela do Instituto Camões, Chico Buarque cantando Fado Tropical.

Era um documentário português sobre a música lusófona.

Para quem estiver em Luanda, é um programa e tanto.

Anúncios

Comentários desativados em Fado tropical: cinema em Luanda

Arquivado em Atualidade, Cultura, Entretenimento

Os comentários estão desativados.