Kadafi, África, guerra e poder


O presidente líbio Muammar Kadafi recebe o líder venezuelano Hugo Chávez em Trípoli

A chamada “África branca” reuniu, nos últimos dias, na Líbia, líderes negros e brancos para discutir sobre guerra e paz.

O ditador líbio Muammar Kadafi, que hoje completa 40 anos no poder, abriu ontem a cúpula extraordinária da União Africana (UA).

O tema? As guerras no continente.

E o que Kadafi fez logo na abertura? Acusou Israel “de estar por trás de todos os conflitos na África”.

No encontro estiveram 30 chefes do continente, à exceção de quatro deles: o presidente sul-africano, Jacob Zuma, o senegalês, Abdulaye Wade, o nigeriano, Umaru Yar’Adua, e o ugandense, Yoweri Museveni.

O presidente da Venezuela, o sul-americano Hugo Chávez, em viagem pela África, também participou do encontro da UA.

darfur-2.jpg dafur demo 2 image by sangbahri

A situação na Somália e na região de Darfur (Sudão) estiveram em discussão.

Detalhe: esteve presente ao evento o presidente sudanês Omar Al-Bashir, indiciado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra.

Os líderes decidiram “apoiar mais o governo somali de transição (TFG), reforçando suas instituições e melhorando a segurança do país”.

Image: Somalia militia

O presidente somali, Sahrif Cheij Ahmed, islamita moderado, enfrenta ofensiva de grupos islâmicos radicais e atualmente controla apenas uma parte pequena do território do país.

O país vive em completa violência desde que líderes tribais depuseram o ditador Mohamed Siad Barre, em 1991, e começaram a lutar entre si.

O grupo Al-Shabab, acusado de ter vinculos com a Al-Qaeda, atua para derrubar o governo e impor uma visão restrita do Islã no país.

Solução?

Na Somália: enviar tropas da UA para a manutenção da paz.

Em Darfur: adotar medidas positivas para garantir a concretização da paz, segurança, igualdade e reconciliação.

Tomara que consigam.

Leia neste artigo do jornal português Diário de Notícias o a análise sobre as quatro décadas de Khadafi no poder

Anúncios

Comentários desativados em Kadafi, África, guerra e poder

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.