Anestésico matou Michael


Um funcionário da polícia de Los Angeles, que preferiu não se identificar, disse que o médico pessoal de Michael Jackson, Conrad Murray, deu ao cantor um poderoso anestésico que levou o astro à morte.

Jackson, que morreu no mês passado aos 50 anos, tomava o anestésico propofol para dormir.

A notícia é da Associated Press.

Anúncios

Comentários desativados em Anestésico matou Michael

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.