As agruras de África


Quem nunca viveu em África, há de se espantar com as agruras do continente. Mesmo que o destino seja a África do Sul, país mais desenvolvido de lá, sede da Copa do Mundo de 2010.

Pois.

Vi, na TV, durante a abertura da Copa das Confederações, um jornalista brasileiro fazendo um discurso indignado sobre as condições de pobreza do país.

Ora, meus caros, este é o cenário de África e também do nosso Brasil, sede da Copa do Mundo de 2014.

Ontem, como informo no post abaixo, um grupo rebelde nigeriano já emitiu um comunicado (vejam bem, um comunicado) em que, além de assumir a autoria dos ataques à Chevron, avisa à Fifa para cancelar a Copa do Mundo Sub-17, prevista para acontecer este ano na Nigéria.

Enfim, não há nada de novo no front.

É que o mundo se acostumou, ao longo de séculos, a lembrar de uma África ancestral, muitas vezes folclórica, divertida, cultural.

Já passa da hora de conhecer a África contemporânea, herdeira das mazelas patrocinadas por um processo de colonização que transformou o continente no que é hoje.

Um cenário de guerras, genocídio e desigualdades sociais.

Anúncios

Comentários desativados em As agruras de África

Arquivado em Atualidade

Os comentários estão desativados.