Rapidamente e em força


A guerra prossegue. Brancos e negros enfrentam-se no território angolano. Os colonos recrudescem os ataques. Há mulheres e crianças entre os mortos. E os angolanos inssurectos usam a guerrilha para sobreviver. É a luta armada.

Um resumo, em versão do lado português, da mobilização lusitana em defesa dos territórios que Portugal ocupou por séculos:

Os links dimensionam melhor o massacre:

 http://www.youtube.com/watch?v=qFZx4WkMh6s

http://www.youtube.com/watch?v=kq4kg4s68cU

http://www.youtube.com/watch?v=aq3EbrCeaeA

http://www.youtube.com/watch?v=zeVdQe7tYPA

http://www.youtube.com/watch?v=Bjf47EDD7Q0

http://www.youtube.com/watch?v=xpyfPwElm9w

http://www.youtube.com/watch?v=f2XPgJj00yQ

Anúncios

Comentários desativados em Rapidamente e em força

Arquivado em História

Os comentários estão desativados.