Arquivo da tag: UNITA

Guerra colonial (17° episódio – 5ª parte)


Alguém aí ansioso por mais um post do documentário da RTP? Então lá vai:

Entenda, neste trecho, como funcionavam as redes clandestinas da UNITA, que controlavam as informações a partir de Luanda e Lisboa:

Os rebeldes africanos contavam com um circuito de informações que chegavam aos rebeldes vindas tanto nas cidades quanto no interior. Confiram:

Comentários desativados

Arquivado em Documentário, História

Guerra colonial – 17° episódio (3ª parte)


Savimbi faz revelações em documento, que, para alguns, confirma certo conchavo da UNITA com o poder colonial. Partidários do Galo Negro até hoje contestam as afirmações.

Confiram abaixo:

Comentários desativados

Arquivado em História

Eleições em Angola


José Eduardo vota em Luanda | Foto: AFP

Este ano, haverá, novamente, eleições em Angola.

Desta vez, é para escolher o presidente que governará o país por, estima-se, mais quatro anos.

Estima-se porque  José Eduardo dos Santos (MPLA) está no poder há cerca de 30 anos.

Hoje, o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) defendeu eleições diretas para presidente no país.

No ano passado, estava em Luanda quando ocorreram as eleições para escolher o Parlamento angolano.

Foram as primeiras, 16 anos depois da mal-sucedida tentativa que resultou em guerra após discordância da UNITA que não aceitou o resultado favorável ao MPLA.

Por conta disso, em setembro do ano passado, os angolanos viveram momentos de apreensão.

Felizmente, tudo transcorreu na mais absoluta paz.

Veja aqui notícia sobre o assunto publicada no diário português Expresso.

Clique aqui e leia a avaliação do jornal lusitano Diário de Notícias sobre a gestão do presidente angolano.

 

Não esqueçam que Portugal colonizou Angola e durante anos exerceu, em África, uma dura política de exploração econômica.


 

2 Comentários

Arquivado em Atualidade, Política

A guerra – 13° episódio (1ª parte)


Confiram, nos links a seguir, novos momentos da guerra nas colônias africanas de Portugual depois da morte de Salazar. Acima, marcas de bala em prédio secular em Angola.

Parte2

Parte 3

Parte 4

Comentários desativados

Arquivado em Atualidade, História

A guerra colonial – 12º episódio (1ª parte)


“Salazar, você pode até nos matar mas um dia vai sair de Moçambique”. A tradução da frase da canção em idioma nacional entoada pelos rebeldes insurrectos em Moçambique é o termômetro dos ânimos da luta pró-independência nas colônias portuguesas africanas nos anos 60.

Em Angola, surge um novo movimento, a UNITA, que surpreende Portugal no Natal de 1966, ao atacar Teixeira de Souza, onde termina o Caminho de Ferro de Benguela, como foi retratado pela RTP no post do episódio anterior.

Savimbi é aconselhado por Mao Tsé Tung a iniciar a luta no Leste, região onde os portugueses travam dura batalha com o MPLA, informa o documentário neste novo capítulo da história da guerra colonial.

O papa Paulo VI visita Fátima, fala de paz, questiona a guerra e agravam-se as relações entre o Vaticano e a Portugal de Salazar.

Holden Roberto encontra-se com John Kennedy e conta o drama dos angolanos. Kennedy promete fazer pressão contra Portugal.

Questionado pela ONU, Portugal isola-se do resto do mundo em defesa da política salazarista colonial.

Contudo, com o avanço da guerra fria, a morte de Kennedy e o conflito no Vietnan, o regime português ganha novos argumentos.

 http://www.youtube.com/watch?v=jB2F3Ba51yM

Comentários desativados

Arquivado em História

A Guerra – 11° episódio (segunda parte)


A UNITA ataca os Caminhos de Ferro de Benguela, meio de transporte vital para abastecer a Zâmbia. Ao contrário da UNITA, o MPLA assume o compromisso de não atacar a ferrovia:

 

Vejam também este link. Importante para entender a que ponto Salazar chegou:

Militares portugueses denunciam os desmandos das tropas em Angola:

Comentários desativados

Arquivado em História

A guerra colonial – 9º episódio


Depois de uma pausa, para as informações sobre a Angola atual, retomamos a série da RTP sobre as lutas pela independência nas colônias portuguesas. Logo, logo chegaremos ao conflito armado entre MPLA, UNITA e FNLA.

Só para vocês terem uma idéia, segue aqui um vídeo cuja incorporação está autorizada:

SEGUE COM VOCÊS NOS LINKS ABAIXO A FRENTE DE MOÇAMBIQUE NO OLHAR DA RTP:

http://www.youtube.com/watch?v=ALWVNiLSvKA

http://www.youtube.com/watch?v=T0ZXLCTbmHU

http://www.youtube.com/watch?v=GmbTcjVjDtE

http://www.youtube.com/watch?v=EO6JxaG-hYs

http://www.youtube.com/watch?v=gZqthgYUjv0

http://www.youtube.com/watch?v=uiQk3FjyZJE

Comentários desativados

Arquivado em História

O que tem a ver Angola com África do Sul?


 mapa-da-africa

Aí vocês hão de me perguntar: “o que tem a ver Zuma, Mandela e a África do Sul com Angola?”.
Este país liderado pela ANC ofereceu apoio militar às forças da FNLA e à UNITA em oposição ao MPLA na época do conflito armado pós-independencia em Angola.
De orientação comunista, o MPLA era apoiado pela Rússia e por Cuba.
Já os outros dois tinham apoio dos Estados Unidos, patrocinador do regime Apartheid na África do Sul.
Por mais de uma vez, tropas sul-africanas invadiram Angola no período da guerra civil. 
Mas isso é outra história…

Comentários desativados

Arquivado em História, Política

Violência do lado português


Agora que vocês pegaram o fio da meada, retomamos os links dos episódios produzidos pela RTP. Como a incorporação ao blog foi desativada pela emissora, vocês têm que se contentar com os links. Dêem uma olhadinha ai. Sem entender as lutas coloniais, fica difícil compreender os porquês da guerra civil que viria depois, dividindo o país entre as forças da UNITA e do MPLA.
Neste documentário, vê-se o auge da violência do lado português, recheado de revanchsimo e desejos de vingança que alimentaram uma animosidade terrível entre brancos e negros:

http://www.youtube.com/watch?v=skVGDg-l3ZM
http://www.youtube.com/watch?v=m6cjhesEJQI

http://www.youtube.com/watch?v=0FkznQgwVvE

http://www.youtube.com/watch?v=mirAW-isZY0

Comentários desativados

Arquivado em História

Luta pela independência


Agostinho NETO

Agostinho NETO

1961. Primórdios da luta armada pela independência do país. No “coro de descontentes”, havia Agostinho Neto, que veio a ser o primeiro presidente de Angola quase 20 anos depois. Vejam aí:

http://www.youtube.com/watch?v=aOGsaw6nTvo

Comentários desativados

Arquivado em História